segunda-feira, 4 de abril de 2011

Alimentação e Evolução Espiritual (Parte I)

Queridos amigos, hoje iniciamos um capítulo importante para todos aqueles que querem entender o Espiritismo em todos os seus âmbitos e não apenas naquilo que os convém.
Allan Kardec e os Espíritos já nos atentavam para todos os aspectos desta vida diante da limitação de nosso conhecimento. A vida não se limita apenas onde nossos olhos podem ver ou nossa percepção pode sentir. Muitos são os caminhos e estes se entrelaçam e se explicam.
Devemos nos lembrar que o pensamento lógico é forte aliado em nosso estudo, é ele também que nos dá grande base para entender ou, pelo menos, tentar entender alguns pontos que são pouco ou quase nada mencionados em boa parte dos Centros Espíritas.
Acerca deste assunto, não podíamos deixar de estudar sobre a nossa alimentação. Em muitos lares espíritas, a dieta onívora (produtos de origem de outros animais – carne, ovos, leite etc – e vegetal) é comum. Poucos param para pensar sobre o que colocam em seus pratos.
Não faremos nenhum tipo de julgamento neste estudo – o que vai contra a filosofia espírita - nosso objetivo é apenas dar luz e conhecer um pouco mais sobre um assunto essencial quando falamos de Espiritismo e sua relação com os outros animais. Com muita humildade, convidamos todos ao estudo e sua reflexão.
                                                                                ------
                                                                    
“Até que enfim iremos comer comida de verdade!”, André Luiz dizia feliz e com certa empolgação, ao chegar à casa de Lísias, quando convidado para um almoço entre amigos.
André Luiz foi chamado de suicida quando no umbral por 8 anos (livro Nosso Lar). Ele não sabia do que se tratava. Em sua mente, ele não era um suicida.
- Mas por que André Luiz foi chamado de suicida? – perguntou uma das alunas do curso de Espiritismo.
- Porque ele era um suicida inconsciente. Todos nós somos suicidas incoscientes. Agredimos nosso corpo “físico” e, consequentemente, nós mesmos – nossos espíritos – respondia calmamente o professor -. André Luiz comia e bebia exageradamente, e também por isso, ia matando seu próprio corpo “físico”. Era seu próprio assassino.
Assim, todos nós, seres humanos, somos, de certa forma, suicidas inconscientes. “André Luiz era como um de nós”, falava o professor.

Enquando caminhamos em nossa trilha evolutiva, buscando o crescimento moral e espiritual, esquecemos, por muitas vezes, de diversos aspectos diretamente ligados ao nosso crescimento. A alimentação é um destes.
Na caminhada evolutiva, nós – espíritos –, cada vez mais, tornamo-nos mais sutis, isto é, mais leves, mais cheios de luz.  Esta caminhada – e seu resultado – só será verdadeira quando enxergarmos nossas falhas, tentarmos corrigi-las e obtivermos algum sucesso.
Como pensar em sutilizar nosso espírito – evoluir – se, todos os dias, prejudicamos nosso espíritos com exageros e vícios?
Drogas ilícitas, raiva, inveja, impaciência, cigarros, bebidas alcoólicas, comida em exagero, carne. Sim, espiritualmente e para nossa saúde “física”, podemos dizer que a carne é uma droga, uma das piores que existe.
Nós, durante o dia, recebemos e perdemos energia. Devido ao nosso estágio evolutivo, na maioria das vezes, a diferença entre ganhar e perder é negativa. É como se calculássemos o saldo da energia que nos restou ao final do dia (energia captada - energia perdida = energia total armazenada).
As principais fontes de captação de energia são seis: luz solar, respiração, eletromagnetismo – solo -, energia cósmica, energia cósmica direta – chácara coronário – e ALIMENTAÇÃO.

Nossa evolução caminha com nossa maior percepção e captação de energia. Assim, uma pessoa, que está em uma caminhada exponencial rumo à sua evolução, capta energia muito mais eficientemente do que um irmão que ainda não encontrou a luz.
Neste sentido como poderemos falar de sutilização de nosso espírito se ainda nos alimentamos da carne de nossos irmãos? Como pensar em saldo positivo de energia ao final do dia, se o que ingerimos e captamos via alimentação está carregado de energia negativa devido à dor e ao sofrimento?

De maneira reflexiva, lógica e com muita humildade e amor, aqui iniciamos um dos estudo mais importantes sobre Os Animais e o Espiritismo.
O estudo continua semana que vem!
Grande abraço amigos! Fiquem à vontade para levantarem os pertinentes comentários e questionamentos.
Janela Espírita

26 comentários:

  1. Gosto muito desse blog.
    Estou compartilhando com os amigos
    do face book.
    Abraço fraterno,
    Ci

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga Cecília! Obrigada por compartilhar esta causa com os amigos e fazer parte deste grupo!

    Conte conosco!
    Grande abraço!
    Fernanda

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por este blog, pois são poucos os que postam na internet conteúdo instrutivo e esclarecedor

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga!

    Ficamos muito felizes em poder compartilhar o conhecimento com os amigos.

    Um grande abraço! Conte conosco!
    Fernanda (Janela Espírita)

    ResponderExcluir
  5. Estou a 4 meses sem carne, ainda faltam algumas coisas para serem cortadas do meu cotidiano, como sapatos e roupas de origem animal, mas a cada dia que passa eu sinto mais orgulho da decisao que tomei de ser Vegetariana, estou dividindo com varias pessoas que nao me entendem, mas um dia chegaremos todos la.

    ResponderExcluir
  6. Cibele, você tem toda a razão quando diz:"(...)mas um dia chegaremos todos lá."

    Um dia, todos nós, despertaremos para a verdade. O progresso é lento, mas contínuo.

    Devemos ter muita paciência e amor com aquelas pessoas que ainda não pararam para refletir em tal assunto, pois também fomos assim!

    Obrigada por compartilhar! Ficamos muito honrados.

    Sempre lembrando que estas mudanças requerem o acompanhamento de um profissional! Caso tenha algo a acrescentar teremos o prazer de ler!

    Grande abraço!
    Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou preparando uma palestra sobre o assunto, e acehi seu blog.
      vc tem razáo, o progresso é lento, mas quando começamos a estudar e pesquisar o assunto, qaundo entendemos a questão animal, em breve não é só a carne que não comemos mais, mas percebemos tbm que a indústria de ovos e laticinios étão cruéis quanto. A partir daí, a transiçao para o Veganismo, ou vegetarianismo-estrito, é um passo.... rs E vale a pena.

      Continue nesse trabalho, vou favoritar o blog para ler sempre!
      Esther

      Excluir
  7. Edson Ramos de Siqueira22 de maio de 2011 13:11

    Meus cumprimentos Fernanda, pelo estudo sobre alimentação e evolução espiritual. É fundamental que disseminemos a realidade para aqueles irmãos que estão prontos para ascender a um novo patamar da escala evolutiva. Não nos preocupemos com aqueles que ainda estão insensiveis à verdade da vida. Tudo tem seu tempo. Parabéns!
    Edson

    ResponderExcluir
  8. Que bom ler seu comentário Edson! Fico muito feliz, afinal o que seria dos blogs Janela Espírita e Os Animais e o Espiritismo sem sua sabedoria e apoio?

    As sementes estão sendo lançadas!!

    Grande abraço!
    Fernanda

    ResponderExcluir
  9. Parabéns à todos pela matéria, é um assunto de extrema importância.Como seria bom o dia em que os "humanos" respeitassem a vida animal.Enquanto esse dia não chega, fazemos a nossa parte e acreditamos no plano espiritual que tudo vê.Vanessa Odpis - Curitiba - Paraná.

    ResponderExcluir
  10. Obrigada por estar preocupada com este assunto. Tenho tentado faz tempo fazer esta mudança em minha vida, mas volta e meia me vejo falhando. Mas uma coisa é certo: Com certeza os animais não estão na terra para nos alimentar, pelo menos comendo seu corpo. Eles têm um papel no equilíbrio deste Planeta, só não sei ainda ao certo o papel de cada um. Mas, como disse alguém antes, "um dia todos chegaremos lá" Um forte abraço. Maria Dourado - Fortaleza-CE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continue com paciência e fé! Cada um de nós tem um tempo!

      O progresso é lento, porém contínuo!

      Parabéns!!

      Grande abraço!
      Fernanda

      Excluir
  11. Parabéns! Estou curtindo essa matéria e com certeza vou adorar continuar a ler e estudar com você. Tenho tentado faz tempo uma mudança mais efetiva em minha vida, especialmente no referente a alimentação. Eu penso que os animais estão aqui para o equilíbrio do Planeta, não sei ao certo o papel de cada um deles, mas sinto no íntimo, questão de consciência mesmo, que não estão aqui para nossa alimentação. Exemplo disso, são os problemas de saúde, principalmente causados pelo consumo do Leite, que é o meu caso: enxaquecas e alergias. Mas uma coisa é certa, conforme já disse alguém por aqui: "Um dia todos chegaremos lá". Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada ser tem seu propósito no planeta Terra e, muitas vezes, não conseguimos entender, pois isso está fora da nossa capacidade intelectual, moral e espiritual!

      Atentar-se para as questões dos animais (amor, respeito, espiritualidade) é para poucos, parabéns por sua consciência e reflexão!

      Todos os seres vivos estão na Terra por seus próprios propósitos e não para servir a um único ser; isto, ainda e infelizmente, é algo que a maioria dos seres humanos não entendeu.

      Vamos trabalhando com paciência e fazendo nossa parte!

      Grande abraço!
      Obrigada!
      Fernanda

      Excluir
  12. E o peixe, como se enquadra nestas questões espirituais? Comemos peixe, muitas vezes achando que é o animal que veio para a alimentação. Sei que é também um animal. Não deveríamos pensar que são diferentes dos outros? Um abraço - Mone Dourado - Fortaleza/CE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mone, você tem razão, muitos não acreditam que os peixes são seres sencientes (tem emoções), portanto, devemos respeitá-los como seres vivos!

      Vamos abordar mais sobre esse assunto!

      Obrigada pelo comentário e excelente dica!

      Grande abraço!
      Fernanda

      Excluir
  13. Por favor fale um pouco sobre os peixes, que tantos de nós julgamos ser o animal para nos servir de alimento. Não deveríamos pensar que estes sejam iguais aos demais? Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São seres que merecem nosso respeito, pois carregam o dom da vida, como todos os outros, incluindo o ser humano!

      Parabéns pela reflexão!
      Obrigada!
      Fernanda

      Excluir
  14. Muito boa reflexão, gostaria de deixar aqui um pouco da minha história de como parei de comer carne. :)
    http://escrevendonocaderno.blogspot.com.ar/2012/08/quando-descobri-de-fato-meu-amor-e.html

    ResponderExcluir
  15. Oi ! Eu amei esse blog... ! E não sabia que quem comia carne também era considerado suicida. Muito interessante!
    Na minha casa, tanto eu quanto meu irmão não comemos carne. Também evitamos ao máximo o consumo de leite, ovos e queijo, entre outros produtos... Eu evito até mesmo produtos industrializados, prefiro frutas, e costumo tomar chá ou suco. Até mesmo o café eu parei de tomar, e me enjoo fácil de doces... Minha saúde melhorou muito! Não é porque a pessoa não come carne que faltarão nutrientes.
    Tambem conheço muitos amigos veganos (que nao comem nada de origem animal nem tomam). E eles tem uma vida boa e saudável!
    Queria deixar esse comentário para que as pessoas que ainda tem duvida sobre isso optem por uma vida sem carne e produtos animais..... Abraços, com muito carinho.. ♥ Adorei o blog! Já estou seguindo.

    ResponderExcluir
  16. Fernanda.

    Achei muto legal esse blog. Estou iniciando meu entendimento acerca do assunto, e gostaria de algum esclarecimento acerca de nos alimentarmos de vida.
    Tenho lido que toda a forma de vida está em constante evolução, desde a vida unicelular até o estágio de vida inteligente que somos nós. Portanto os vegetais estariam isentos de dor e sofrimento ao serem ceifados, dado ao fato de que também são vida? E os animais menos evoluidos como peixes e crustáceos? Pfavor desculpe minha ignorância acerca do assunto, mas me será muito esclarecedor. Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querido amigo!

      Obrigada pela pergunta!

      Na questão 587 de "O Livro dos Espíritos", Kardec questiona como você o fez: "Experimentam (as plantas) sensações? Sofrem quando as mutilam?".

      Os Espíritos esclarecem: "Recebem impressões físicas que atuam sobre a matéria, mas não têm percepções.
      Conseguintemente, não têm a sensação da dor.”

      Os peixes possuem correlatos neurais ao ser humano, assim como todos os outros vertebrados. São regiões do cérebro que fornecem a capacidade de sentir. Por isso chamamos todos os seres vertebrados de sencientes.

      Entretanto, existem outros seres vivos, como a lula, o polvo, lagosta e caranguejo que são seres considerados sencientes (veja nesse link para estes crustáceos: http://g1.globo.com/natureza/noticia/2013/01/crustaceos-como-caranguejos-e-lagostas-sentem-dor-sugere-estudo.html).

      Espero ter ajudado de alguma forma!

      Grande abraço!
      Fernanda

      Obs.: Mais alguns textos que podem interessar:

      http://animaiseoespiritismo.blogspot.com.br/2012/03/o-que-e-senciencia-animal.html

      http://animaiseoespiritismo.blogspot.com.br/2011/06/dor-e-sofrimento-animal-parte-ii.html

      Excluir
  17. Olá pessoal,
    Nasci no seio de uma família católica, mas que sempre creu no espiritismo. Causa-me bastante estranheza, o fato de nenhuma das religiões que conheço, defender os animais. Confesso achar isso indesculpável!
    Sou vegana recente, e pesquisando na web, sobre o céu dos animais - creio nisso -, encontrei vocês.
    Gostaria que assinassem uma petição que estou fazendo junto à Avaaz - é uma entidade internacional que luta por diversas causas -, para que sessem a dor, o horror e todo o sofrimento que nós, humanos, perpetramos contra nossos irmãozinhos indefesos. O link para a assinatura é este: https://secure.avaaz.org/po/petition/Acabar de vez com a exploração e testes em animais/. Espero que vocês ajudem-me a colher 100 assinaturas, para que a Avaaz abrace essa causa.
    Àqueles que ainda têm dúvidas quanto aos nossos bichinhos, peço que pensem nas palavras de Deus: "Não Matarás!"
    Agradeço a oportunidade.
    Atenciosamente, Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcia! Obrigada por compartilhar!

      Grande abraço!
      Fernanda

      Excluir
  18. Tenho 44 anos e sempre comi carne de aves, peixes, bovinos etc. Infelizmente, por mais que eu ame e proteja os animais, não consigo largar esse hábito. Já viram uma portuguesa sem bacalhau, sem peixes e frutos do mar etc? Sinto vergonha e culpa o tempo todo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aida, como vai?

      Não se sinta culpada....o progresso é lento, mas deve ser contínuo sempre....tente diminuir, aos poucos...esse pode ser o primeiro passo...

      Gostaria muito de dividir com você esse texto, veja se a auxilia de alguma maneira: http://animaiseoespiritismo.blogspot.com.br/2013/02/o-espirita-deve-ser-vegetariano.html

      Grande abraço! Conte conosco!
      Fernanda

      Excluir

Amigos, sejam bem-vindos! Ficamos muito felizes por receber suas mensagens!