sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O animal caminha para a humanidade - quantos realmente sabem disto?



O mundo me indigna tantas e tantas vezes que se eu parasse para pensar muito sobre o assunto, principalmente, no que se refere a seres inocentes ficaria deveras depressiva. Às vezes acontece...foi em um dia destes que uma voz surgiu.

"Não se espante com o mundo, você também faz parte dele", disse aquela voz alheia à minha mente. Não quero entrar no mérito da origem da frase, mas quanto impacto sua essência surtiu em minha vida.

Como espírita que sou, acredito nesta filosofia, pois me traz alento, nem por isto sendo dogmática e/ou ilógica. Muito pelo contrário, o Espiritismo é questionador, lógico, científico, filosófico. A reencarnação, a vida no plano espiritual, as questões cármicas, tudo isto é muito lógico para mim, mas um dia não foi.

É isto que precisamos entender. Muitas vezes sofremos com a atitude de outros seres humanos para com os animais, porém esquecemos que um dia, poderíamos ter sido iguais ou até pior que eles. Não sabemos dos caminhos que trilhamos em outras vidas.

Hoje temos a consciência de amor e respeito para com os outros animais, deveríamos ser humildes e nos questionar, será que isto se deve à crueldade que cometemos com os mesmos em um passado remoto? Sim, isto é possível.

Mas, amigos, analisemos de forma sensata, isto serve para que sejamos humildes quando encontrarmos um irmão humano que ainda não adquiriu amor e respeito aos outros animais, para que, talvez, possamos ser uma ferramenta de amor, da qual Espíritos Superiores utilizarão para oferecer a oportunidade de reflexão, que faz tanta falta em vários segmentos, para aqueles que já estão sensibilizados refeltirem.

Não é tarefa fácil, mas necessária. É preciso paciência, muito amor à causa e, principalmente, humildade, pois não é fácil olhar para um homem que maltrata um animal - por pura ignorância - e enxergar-se nele.

O animal caminha para a condição de homem, tanto quanto o homem caminha para a condição de anjo. Emmanuel

Reflitamos amigos! Um grande abraço!
Fernanda

4 comentários:

  1. Lindo texto. Parabéns pela sensibilidade.

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante e válido o texto, mas uma coisa ainda me intriga e angustia...desculpe mas não consigo entender e aceitar o sofrimento pelo qual passam os animais , o abandono, a tortura, a morte violenta...não podemos encaixar esses fatos na lei de causa e efeito já que eles não possuem livre arbítrio...sei também que devemos entender o sofrimento não só como "castigo",mas é complicado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos dois. Também não entendo.

      Excluir
  3. Olá querida amiga...concordo com você...muito difícil é entender por que seres que, a princípio, nada devem expiar, sofrem tanto. Particularmente, minha única explicação para a grande maioria dos casos, é a ignorância humana.

    Fico honrada se puder ler esse texto:http://animaiseoespiritismo.blogspot.com/2011/06/dor-e-sofrimento-animal-parte-i.html, está na barra de link superior do site "Estudo".

    Grande abraço!
    Fernanda

    ResponderExcluir

Amigos, sejam bem-vindos! Ficamos muito felizes por receber suas mensagens!